Cancún e a Riviera Maia – chegando por la!

Finalmente os posts da viagem de Cancún!! Achei que ia escrever enquanto estivesse por lá, mas a viagem foi tão fantástica que meio que esqueci do blog por alguns dias… queria mesmo era descansar e aproveitar as maravilhas daquele lugar!

Primeiro, pra explicar melhor o roteiro da viagem pra vocês, vou mostrar um mapa da região de Cancún e da Riviera maia:

Sem título

Olhando pro mapa, vocês vão notar que Cancún fica lá em cima e o turismo na cidade se concentra mais ao reodr dessa faixa de areia que fica entre o mar e uma lagoa linda, chamada de “zona hotelera”. Mas o objetivo principal da minha viagem não era conhecer apenas Cancún, e sim a região denominada de Riviera Maia, que se estende na direção sul do litoral mexicano, desce Cancún até a cidade de Tulum. Muita gente se hospeda em Cancún e fica fazendo os trajetos usando carro ou transporte público até os pontos turísticos localizados na Riveira maia. Mas, como as distâncias são bem grandes, preferi dividir a minha estadia entre dois hotéis, um na Zona Hotelera propriamnete dita, e outro hotel ao longo da Riviera Maia.

Vi que muita gente opta por se hospedar em Playa del Carmen, que fica aí bem no meio do caminho entre Cancún e Tulum, mas como eu queria um hotel mais tranquilo, resolvi optar por um hotel localizado mais ao sul de Playa del Carmen, em Akumal, onde passaria a primeira parte da viagem e depois me mudaria para outro hotel em Cancún.

Voamos pela Latam, saindo de Fortaleza com conexões em São Paulo e Bogotá.  A diferença de fuso horário de Cancún é de cerca de duas horas a menos e chegamos lá por volta das 15h. Achei o aeroporto pequeno e bagunçado. Logo na saída um monte de gente corre em cima de você pra oferecer taxi, passeios e mais o que você possa imaginar! Fui me livrando e me foquei em procurar logo as duas coisas que eu queria comprar logo no aeroporto – aluguel de carro e um chip pro celular, pra poder já usar o waze e fazer snaps!! ( já me segue por lá? elainefateixeir). O chip de celular compri numa banquinha logo na saída d embarque e não foi nada barato… cerca de 70 dólares por um plano com 5Gb de dados… eu já sabia que ia gastar pra ter internet boa por lá, então, paguei tentando não pensar e fui procurar o carro.

Eu estava acostumada a alugar carro nos EUA, e senti muuuita diferença na qualidade do atendimento em Cancún! Mesmo procurando uma empresa confiável (alugamos com a Hertz) e escolhendo um carro intermediário, recebemos um carro muito usado e com muitos problemas, cheio de defeitos e arranhões. Antes de entregar o carro, eles fotografam tudo e sugiro que vocês façam o mesmo. Quando fomos devolver o carro, quiseram cobrar por uma peça que já estava quebrada e ainda bem que tínhamos as fotos pra provar que já recebemos daquele jeito. O processo de aluguel em si é simples, basta ter uma cartão de crédito liberado pra uso internacional e a CNH. Além do valor do carro, eles bloqueiam um valor de “segurança” no cartão que é usado caso haja alguma avaria no carro ou estornado quando você o devolve. No nosso caso, pagamos 220 dólares pelo carro (com esse valor nos EUA teria alugado um carro beeem melhor…) e bloquearam mais 700 no nosso cartão., que foram estornados na devolução.

Resolvidas essas questões iniciais, pegamos nosso carrinho e partimos pro nosso hotel em Akumal. Uma dúvida recorrente de quem viaja pra Cancún é escolher ou não o hotel all inclusive. Nesse caso, acabou tendo uma coincidência de o hotel que eu escolhi oferecer o all inclusive. No final das contas, achei ótimo! Apesar de realmente passarmos o dia fora, tomávamos um bom café da manhã e jantávamos no hotel sem precisar ficar se preocupando e muitas vezes conseguimos voltar pra almoçar. Acho que valeu a pena. Como essa primeira parte da viagem era mais voltadas pros passeios, escolhi um hotel mediano, que oferecesse boas acomodações e refeições. O escolhido foi o Grand Bahia Príncipe Coba. O hotel não é de frente pro mar, mas tem uma boa piscina e você pode pegar um transporte que eles oferecem até a praia. Isso não me incomodou pois nos dias que passei lá, não conheci nem a praia e nem mesmo a piscina do hotel! Me concentrei mesmo em fazer os passeios pela riviera maia.

Infelizmente, não lembrei de tirar fotos do hotel, mas peguei algumas no booking que são bem fiéis ao que vimos por lá.

43034669
HALL E UM LOUNGE ONDE ERAM SERVIDOS COQUETÉS E TINHA MÚSICA AO VIVO DURANTE A NOITE.
43034657
QUARTO UM POUCO ANTIGO, MAS COM CAMAS ESPAÇOSAS E CONFORTÁVEIS, SOFÁZINHO E UMA VARANDA. A LIMPEZA ERA FEITA DIARIAMENTE.
43034674
BANHEIRO ESPAÇOSO, COM ILUMINAÇÃO BOA, ESPELHO PRA FAZER AS MAKES E UMA BANHEIRA. O CHUVEIRO ERA FORTE E A ÁGUA SUPER QUENTE!
43034677
PISCINA QUE NÃO CHEGUEI NEM A VER DIREITO, ACREDITAM??
43034688
BUFFET PRINCIPAL ONDE ERAM SERVIDAS TODAS AS REFEIÇÕES. ALÉM DELE, HAVIAM OUTROS RESTAURANTES TEMÁTICOS QUE FUNCIONAVAM PRO JANTAR MEDIANTE RESERVA, UM BAR NA PISCINA, E UM RESTAURANTE DE SNACKS QUE FUNCIONAVA 24H

Chegamos no hotel super cansados e fizemos logo nossa reserva no restaurante francês. A comida estava deliciosa e aproveitamos pra relaxar tomando uns drinks durante todo o jantar. Querem ver o look que usei?

IMG_9538

Saia assimétrica e anabela azul ZARA, cropped ciganinha RENNER e clutch amarela comprada aqui no mercado central por só 15 reais!!

 

E é isso! depois vou contar sobre a nossa visita a um dos parques mais maravilhoso que já conheci! o Xel-Há! Aguardem!